HomeNotíciasGeralRealizing 2030: Investigação da Dell Technologies explora a próxima era de sinergias entre humanos e máquinas

Realizing 2030: Investigação da Dell Technologies explora a próxima era de sinergias entre humanos e máquinas

                                                     

Destaques

 

·         Mais de 20 especialistas mundiais 20 preveem que as tecnologias emergentes redesenhem a sociedade e a forma como trabalhamos até 2030

·         As tecnologias emergentes vão redefinir as relações das pessoas com as máquinas – criando parcerias mais profundas e envolventes

·         Os humanos vão servir de condutores digitais e a forma como desenvolvemos o nosso negócio, como descobrimos talento e como aprendemos será radicalmente diferente

 

 

Em 2030 todas as organizações terão uma enorme componente tecnológica e como tal as empresas precisam de começar a pensar hoje mesmo na forma como preparam para esse futuro as suas infraestruturas e as suas forças de trabalho, de acordo com um relatório publicado pela Dell Technologies. Este estudo, liderado pelo Institute for the Future (IFTF) juntamente com 20 especialistas tecnológicos, académicos e do mundo de negócios de todo o mundo, olha para a forma como as tecnologias emergentes como a inteligência artificial, a robótica, a realidade virtual, a realidade aumentada e o cloud computing vão transformar as nossas vidas e a forma como trabalhamos na próxima década. O relatório, intitulado ‘The Next Era of Human-Machine Partnerships’ oferece ainda uma perspetiva na forma como os consumidores e os negócios se conseguem preparar para uma sociedade em fluxo.

 

O relatório prevê que as tecnologias emergentes, suportadas por maciços avanços nas áreas de software, big data e poder de processamento, irão moldar as nossas vidas. A sociedade vai entras numa nova fase na sua relação com máquinas, caracterizada por:

 

·         Eficiência e possibilidades superiores, que ajudam os humanos a ultrapassarem as nossas limitações

·         Humanos como “condutores digitais”, num cenário onde a tecnologia funciona como uma extensão das pessoas, ajudando a melhor orientar e gerir as atividades diárias

·         O trabalho em função das pessoas. Ao utilizar tecnologias de correspondência baseadas em dados, as organizações conseguem encontrar e angariar talentos em todo o mundo

·         Pessoas que aprendem “no momento”, numa altura em que o ritmo de mudança será tão rápido que haverá lugar á criação de novas indústrias e de novas competências necessárias para a sobrevivência

 

 

 

doc icon 170717_Dell-Realizing-2030_Estudo-Homem-Máquina.docx