HomeTecnologiaCibersegurançaAdeptos podem pagar até dez vezes o preço original dos bilhetes para o Campeonato Mundial de Futebol

Adeptos podem pagar até dez vezes o preço original dos bilhetes para o Campeonato Mundial de Futebol

   
 

· Especialistas da Kaspersky Lab identificaram emails phishing fraudulentos que ofereciam aos utilizadores a possibilidade de adquirirem os tão desejados bilhetes “guest” para o Mundial de 2018 – mas a um valor que os fãs não esperavam

 

 

· Alguns dos bilhetes chegam a ser dez vezes mais caros que os originais e, apesar de muitos não serem válidos – devido aos processos de registo e transferência – os hackers conseguem, desta forma, obter o dinheiro e os dados das suas vítimas, incluindo informações de pagamento, resultando num esquema duplo com lucros ainda mais elevados

 

Os grandes eventos atraem a atenção dos hackers, com todo o seu ruído e entusiasmo característicos a facilitar os ataques a potenciais vítimas desprotegidas. Estas são atraídas por emails, aparentemente legítimos, sobre os campeonatos internacionais de desporto que mobilizam grandes públicos em todo o mundo. O mais recente Mundial não é exceção.

 

Este evento é particularmente interessante devido ao seu complexo processo de compra de bilhetes. Por exemplo, os ingressos podem apenas ser adquiridos no site oficial da FIFA e o processo inclui várias e sofisticadas camadas de segurança como medida de proteção. Comprar um bilhete implica três etapas e é apenas permitido um ingresso por pessoa, com exceção dos bilhetes guest, que permitem a compra de até 3 entradas adicionais. No entanto, estes estão registados sob nomes específicos e só podem ser alterados se o seu detentor registar a mudança de nome no portal. No entanto, este complicado processo não impediu os hackers de se aproveitarem da situação.

 

“De acordo com a nossa investigação, há um risco real de os utilizadores pagarem muito e não obterem nada, e este tipo de fraude pode também originar mais roubos no futuro. Aconselhamos os adeptos a estarem ainda mais vigilantes e atentos na compra de bilhetes. Independentemente do quão atrativa seja a oferta, a única forma de garantir que não é uma burla é recorrer a vendedores autorizados.” – aconselhou Andrey Kostin, Investigador Sénior de Web-Content na Kaspersky Lab.

 

 

 

doc icon 180615-Mundial-2018.docx