HomeActualidadeEstudosMais de 80% dos portugueses considera que a economia doméstica deveria de ser um tema abordado nas escolas

Mais de 80% dos portugueses considera que a economia doméstica deveria de ser um tema abordado nas escolas

PRESS RELEASE

 

Em tempo de regresso às aulas mais de 80% dos portugueses

considera que a economia doméstica deveria de ser um tema abordado nas escolas

 

 

Lisboa, 12 de setembro 2018,

 

O European Consumer Payment Report, da Intrum, recolheu dados de mais de 24 mil consumidores, em 24 países europeus, e analisou os seus hábitos e comportamentos de consumo, entre os quais, o comportamento face à educação. 

O estudo, concluiu que os portugueses são muito cumpridores no que diz respeito ao pagamento de despesas com a educação.

Entre os inquiridos, 80% admite pagar dentro do prazo limite, valor bem superior à média europeia, que se situa nos 64%. Apenas 7% dos portugueses referiu pagar após o prazo limite, uma percentagem muito inferior à média europeia que se situou nos 18%.

O relatório da Intrum revelou também que em 2017, 83% dos portugueses afirmaram que as crianças deveriam aprender mais sobre economia doméstica na escola, um número igualmente superior à média europeia, 74%. Nesta sequência, 68% dos portugueses, em contraste com 56% da média europeia, considera ainda que as escolas têm um papel fundamental quando se trata de educar as crianças sobre a economia doméstica. Reforçando esta ideia, 60% dos inquiridos afirma que gostaria de ter aprendido mais sobre economia doméstica na escola, mais uma vez distanciados da média europeia com 51%.

De acordo com Luís Salvaterra, Diretor-Geral da Intrum Portugal, “é urgente definir novas formas de transmitir às crianças os conhecimentos necessários para responder aos desafios do futuro e as escolas precisam de assumir o seu papel e preparar adequadamente as crianças e jovens para uma nova realidade económica que os espera. Saber gerir a economia doméstica da melhor maneira, assim como gerir pagamentos, são questões muito relevantes e têm de ser transmitidos aos mais jovens. Neste âmbito a Intrum em vários países tem vindo a desenvolver alguns projetos que permitem aos alunos ter acesso a lições interativas sobre economia doméstica”.

Por outro lado, o estudo da Intrum concluiu que, cada vez mais, os portugueses sentem a necessidade de poupar, sendo que 14% dos inquiridos direcionou as suas poupanças para a educação, valor mais baixo do que no ano anterior (17%), mas acima da média europeia que se situou nos 9%.

 

 

Sobre o European Consumer Payment Report 2017

Foram recolhidas respostas de 24 401 entrevistados em 24 países europeus, com idades entre os 18 e os 65 anos. O Inquérito colocou questões relativas à economia doméstica e foi realizado em Setembro de 2017. 


Sobre a Intrum

A Intrum é a empresa líder na indústria de Serviços de Gestão de Crédito, com presença em 24 mercados na Europa. A Intrum oferece um vasto leque de serviços, incluindo a compra de créditos, tendo como missão melhorar o cash flow e a rentabilidade a longo prazo dos clientes e garantir que pessoas e empresas recebem o apoio que necessitam para não terem dívidas. A Intrum tem mais de 8.000 profissionais experientes que atendem cerca de 80.000 empresas em toda a Europa. Em 2017, a empresa gerou receitas estimadas no valor de 1.269 milhões de euros. A Intrum tem a sua sede em Estocolmo, Suécia, e está cotada na bolsa Nasdaq de Estocolmo. Em Portugal desde 1997, a Intrum tem mais de 220 colaboradores. Para mais informações, por favor visite www.intrum.com

Tags