HomeActualidadeDia Mundial da Coluna (16 Out) – Dores de Costas: médico ortopedista português lança livro para combater a doença nº 1 em Portugal

Dia Mundial da Coluna (16 Out) – Dores de Costas: médico ortopedista português lança livro para combater a doença nº 1 em Portugal

Dia Mundial da Coluna (16 Out) – Dores de Costas: médico ortopedista português lança livro para combater a doença nº 1 em Portugal

 

O 1º livro português sobre patologia da coluna, a principal causa de reforma por invalidez em Portugal, é editado dia 12 de Outubro e pretende democratizar o acesso aos tratamentos mais avançados.

 

12 de Outubro de 2018 – Esta pode ser a data que marca o início de uma nova era no combate à doença que mais impacto tem na qualidade de vida da população portuguesa. A poucos dias do Dia Mundial da Coluna, a 16 de outubro, o ortopedista Luís Teixeira, presidente da Associação Spine Matters e diretor do Spine Center, Hospital da Luz Coimbra, dá um passo decisivo na defesa da saúde das costas dos portugueses, lançando o 1º livro português sobre patologia da coluna.

 

“A principal utilidade destas efemérides é, normalmente, podermos ter pelo menos um dia no ano em que alertamos a população para problemas importantes e despertarmos consciências para a importância da prevenção, do diagnóstico e do tratamento. Mas quando vejo, ano após ano, a evolução galopante das estatísticas da patologia da coluna em Portugal – que é, hoje, um dos países do mundo ocidental em que as dores lombares e cervicais são mais prevalecentes, têm maior impacto na qualidade de vida da população e na economia do país – sinto que isso não chega, e que é necessário sermos ainda mais ativos e passarmos, se quisermos, ‘das palavras aos atos’”, começa por explicar o ortopedista, que apresenta esta Quinta-Feira o livro ‘Patologia Degenerativa da Coluna em Portugal’, destinado a profissionais de saúde – o primeiro trabalho do género no país.

 

“A realidade dos números é avassaladora: 73% da população portuguesa tem dores de costas (entre episódios agudos e doença crónica), e 420 mil adultos são obrigados a faltar pelo menos um dia por ano ao trabalho por culpa desta patologia. Não é preciso fazermos muitas contas para percebermos o impacto que isto tem na economia do país, mas mais que isso, na qualidade de vida destas pessoas, que é degradada diariamente pela falta de diagnóstico ou pela inadequação do tratamento” introduz Luís Teixeira, que desde 2014 preside à associação Spine Matters, que tem precisamente o propósito de alertar e sensibilizar para a importância dos cuidados com a coluna.

 

“Os ortopedistas portugueses e as diversas associações do setor têm feito um trabalho notável na divulgação desta realidade e na consciencialização coletiva para a patologia. Mas não chega; o número de especialistas em Portugal simplesmente não é suficiente para cobrir a dimensão total do problema, que hoje atinge números de uma verdadeira epidemia. Precisamos de ir mais além e definir uma nova estratégia de combate à doença.”, expõe o especialista que pretende que a distribuição deste livro seja feita em parceria com a Associação de Medicina Geral e Familiar. 

 

Foi esta constatação que motivou o médico português, num trabalho de dois anos, a fazer algo que nunca tinha sido feito no país e que promete abrir novas fronteiras no combate à doença nº1 em Portugal: “Sentimos que era necessário criar um manual de referência em Portugal que pudesse contribuir para a democratização do tratamento da coluna no país. Até agora não existia nenhum livro português sobre a patologia da coluna e os profissionais de saúde que quisessem aprofundar os seus conhecimentos sobre esta matéria tinham que se socorrer de manuais estrangeiros, na maior parte dos casos desenquadrados da realidade nacional ou excessivamente técnicos e orientados para especialistas.”

 

“O que pretendemos fazer foi criar uma ferramenta eminente prática, acessível, que possa ser usada tanto por a ortopedistas, neurocirurgião, reumatologistas, fisiatras, e por médicos de medicina geral e familiar, que são a 1ª linha de diagnóstico e combate à doença e que são fundamentais para assegurar um tratamento eficaz para a grande maioria da população” revela o autor, que apresenta o livro à imprensa no próximo dia 12.

 

“Quando construímos o livro, quisemos começar por dar aos profissionais o retrato mais atual da realidade da patologia em Portugal, através da citação de vários estudos epidemiológicos – compreender o estado da doença em Portugal e constatar a escala que tem no nosso país pode ter um enorme contributo na mobilização da classe médica para este combate, já que justifica a importância de incluir sempre a avaliação da coluna em todas as consultas de rotina.” justifica Luís Teixeira, que tem sido uma voz ativa na defesa de maior proatividade no diagnóstico precoce de patologias da coluna.

 

“Para além desse enquadramento, o livro agrega por capítulos as especificidades de cada uma das patologias, desde patologia degenerativa da coluna lombar e cervical, deformidade no adulto e na criança, tumores, envolvimento vertebral em contexto reumático, etc, e faz a súmula do conhecimento que existe sobre cada uma destas patologias. Mas no nosso entender, a chave está no facto de se centrar sobretudo nas ferramentas de diagnóstico e nas soluções de tratamento mais avançadas de que dispomos; é disso que a generalidade dos profissionais precisa para fazer a diferença no dia a dia dos seus pacientes.” completa o cirurgião ortopédico.

 

“Em última análise, a nossa intenção não foi mais do que colocar nas mãos de cada profissional de saúde uma ferramenta de trabalho simples e útil, que os ajude a diagnosticar e tratar de forma mais frequente e eficaz as várias patologias da coluna que seguramente afetarão a maioria das pessoas que lhes entra no consultório todos os dias.”

 

“Se 3 em cada 4 portugueses têm algum tipo de problema cervical ou lombar, é importante que cada profissional, em cada consulta, tenha o reflexo de pensar ‘é importante fazer este diagnóstico’ e tenha o conhecimento necessário para o fazer de forma eficaz e rigorosa. É essa a intenção deste livro: contribuir de forma concreta para que o volume de patologia da coluna não diagnosticada / não tratada em Portugal decresça significativamente na próxima década.”, remata o ortopedista.

 

O livro ‘Patologia Degenerativa da Coluna Vertebral’ é apresentado Quinta-Feira 12 de Outubro às 18h00, no Auditório Principal do Hospital da Luz de Coimbra.