HomeCulturaZÉ MANEL TAXISTA, UMA COMÉDIA COM BRILHANTINA – Digressão 2019

ZÉ MANEL TAXISTA, UMA COMÉDIA COM BRILHANTINA – Digressão 2019

ZÉ MANEL TAXISTA, UMA COMÉDIA COM BRILHANTINA

Digressão 2019

 

Depois de Lisboa, Zé Manel Taxista viaja pelo país com paragem em várias cidades como Braga, Porto, Coimbra, Figueira da Foz, Tábua, Almada e Faro.

ZÉ MANEL TAXISTA, UMA COMÉDIA COM BRILHANTINA celebra os 20 anos de existência de uma das personagens mais emblemáticas e acarinhadas de Maria Rueff. Na Lisboa de hoje, como noutras cidades de Portugal, Zé Manel, taxista, pai de família e adepto ferrenho do Benfica, já não reconhece os cantos-à-casa da “sua” cidade e anda arreliado. Entre turistas, tuk-tuks e alojamentos locais, Zé Manel despista-se… naturalmente!

Convento São Francisco (Coimbra) – 19 Janeiro

Teatro das Figuras (Faro) – 26 Janeiro

Centro Cultural de Tábua – 31 Jan a 2 Fevereiro

Coliseu Porto Ageas – 8 e 9 Fevereiro

Teatro Municipal Joaquim Benite (Almada) – 15 a 17 Fevereiro

CAE Figueira da Foz – 23 Fevereiro

Fórum Braga – 9 Março

 

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=gERxH78uWI0

 

Com Maria Rueff, FF, Rafael Barreto, Ruben Madureira, Sissi Martins e Filipe Rico, Marta Mota, Sara Martins, Tiago Coelho Participação Especial João Maria Pinto Agradecimentos Io Apoloni, Ludmila Gubernaciuc Banda André Galvão (baixo/guitarra), Artur Guimarães (teclado), Tom Neiva (bateria/percussão) Texto Maria João Cruz, Filipe Homem Fonseca, Mário Botequilha, Rui Cardoso Martins Encenação António Pires Direcção Musical e Sonoplastia Artur Guimarães Cenografia Luísa Pacheco

 

Figurinos Dino Alves Coreografia Paula Careto Desenho de Luz Paulo Sabino Programação de Luz Vasco Silva Make-Up Paula Carmo Cabelos Nuno Souto

 

Ilustração Ricardo Galvão Fotografia e Conteúdos WEB Renato Arroyo Direcção de Cena e Assist. Figurinos Margarida Sales Assist. Cenografia Luísa Gago Prof. Patinagem Diogo

 

Augusto Assist. Encenação João Maria Música Artur Guimarães, Fernando Tordo, Herman José, João Gil, Jorge Palma, Manuel Paulo, Paulo de Carvalho, Sérgio Godinho, Xutos & Pontapés 

 

Produção UAU 

M/12

 

Diz a Imprensa:

 

“Entre ‘alfinetadas’ assertivas e muito amor ao seu Benfica, Zé Manel Taxista tornou-se uma das personagens mais marcantes de Maria Rueff. Logo ela, igualmente criada num bairro típico de Lisboa e também observadora atenta e crítica da realidade que a  rodeia. Talvez por isso, os taxistas da cidade a tratem por colega quando a atriz lhes bebe a inspiração no banco de trás.”, Vanessa Fidalgo, Correio da Manhã, Nov 2018

 

“Zé Manel Taxista é Maria Rueff, tem agora vinte anos, mas é o mesmo desde o início, só que a Lisboa de hoje é agora outra e no palco vai lá estar tudo deste boneco, que por vezes até se confunde com a própria Maria Rueff.”, José Carlos Barreto, TSF, Out 2018

 

“O boneco mais famoso da atriz nasceu no bairro da Graça, quando ela era criança e observava os tipos lisboetas mais genuínos. Há duas décadas, de repente, o boneco despontou num programa de Herman José e agora está de volta aos palcos através do musical “Zé Manel Taxista, Uma Comédia com Brilhantina”.,Bruno Horta, Observador, Out 2018

 

“O protagonista é um dos personagens mais populares de Maria Rueff, o taxista de bigode, fungadelas e brilhantina que adora falar do seu Benfica e não perde uma oportunidade de discorrer sobre o que o impacienta, dos turistas invasores aos enxames de tuk-tuks.”, Jornal Público, Set 2018

 

“Com patinagem, música ao vivo e textos humorísticos de Maria João Cruz, Filipe Homem Fonseca, Mário Botequilha e Rui Cardoso Martins, Zé Manel Taxista – Uma Comédia com Brilhantina marca o regresso de Maria Rueff ao seu boneco benfiquista, 20 anos depois de o ter criado.”, Rita Bertrand, Sábado, Set 2018

 

“Maria Rueff e a sua interpretação do carismático Zé Manel Taxista estreia-se esta quinta, 27, no Casino Lisboa para celebrar, pela primeira vez em palco, os 20 anos da existência desta personagem criada originalmente para televisão e rádio.”André Moreira, Visão, Set 2018

 

 “Brilhantina no cabelo, óculos escuros, um bigode farfalhudo e comentários engraçados sobre futebol. Zé Manel Taxista é uma das personagens mais icónicas (e antigas) de Maria Rueff — foi criada há 20 anos — e chega ao teatro.”, Ricardo Farinha, NIT, Set 2018

 

“Apareceu pela primeira vez no Herman SIC e nunca mais os taxistas e os benfiquistas nos pareceram os mesmos. É provavelmente a personagem mais icónica de Maria Rueff, que leva agora a palco o seu Zé Manel, taxista, pai de família e adepto ferrenho do Benfica.”, Miguel Branco, Time Out, Set 2018