HomeActualidadeINDÚSTRIA E STARTUPS JÁ TÊM PROGRAMA DE CONEXÃO

INDÚSTRIA E STARTUPS JÁ TÊM PROGRAMA DE CONEXÃO

 INDÚSTRIA E STARTUPS JÁ TÊM PROGRAMA DE CONEXÃO

PROGRAMA PROMOVIDO PELA ACELERADORA DO CEIIA E PELA ABDI VAI FINANCIAR PROJECTOS PILOTO ENTRE INDÚSTRIA E STARTUPS DE PORTUGAL E BRASIL

 

O CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto, através da sua aceleradora 4Scale, e a ABDI – Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, acabam de lançar o programa “Conexão Startup Indústria” que se destina a aproximar startups brasileiras da indústria portuguesa e startups brasileiras das grandes empresas da indústria brasileira.

Até 28 de Janeiro, estão abertas as inscrições para as empresas portuguesas com atividade industrial que tenham interesse em lançar desafios tecnológicos para serem trabalhados em projetos piloto por startups brasileiras.

Segue-se, até Março, uma fase de resposta aos desafios por startups e a ABDI e o CEiiA conduzem depois um programa de matchmaking, que permitirá às corporates escolher até duas startups com quem trabalhar.

Cada piloto receberá um apoio da ABDI de cerca de 18 mil euros para suportar despesas de desenvolvimento e irá decorrer no segundo semestre de 2019, com acompanhamento em Portugal por parte do CEiiA e no Brasil por parte da ABDI e da consultora Grow+.

A relação com o Brasil é estratégica para o CEiiA, quer pelas parcerias que temos vindo a construir, quer pela sua escala para testar e escalar”, explica Maria Miguel Ferreira, Head of Open Innovation do CEiiA. “Participámos desde a primeira hora no desenvolvimento do KC390, o maior avião da Embraer e, em parceria com a ITAIPU Binacional, liderámos o maior projeto de mobilidade sustentável do Brasil que integrou pilotos em várias Brasília, Curitiba, Campinas, e Foz do Iguaçu, com parceiros como a Renault e as Nações Unidas.”

O programa “Conexão Startup Indústria” foi lançado em 2016 no Brasil, sendo o maior programa do país a envolver startups na resolução dos desafios da indústria 4.0.

Na edição anterior, contou com a participação de multinacionais como 3M, CAT, Dow, Embraer ou Ericsson. Das 27 startups que participaram, 21 continuam a desenvolver projetos em parceria com estas empresas. O programa internacionaliza-se este ano, pela primeira vez, para Portugal, em parceria com a 4Scale do CEiiA.

“O papel do CEiiA tem passado quer por atrair grandes projetos estruturantes para Portugal, como o KC390, quer pela indução de novos produtos e serviços nas indústrias da mobilidade, como o mobi.me. Sabemos que integrar startups numa estratégia de inovação aberta permite dominar mais rapidamente novas tecnologias e reduzir tempos de desenvolvimento. Através da 4Scale, vamos continuar a apoiar a indústria portuguesa nesse caminho”, conclui Maria Miguel Ferreira.

Tags