HomeCulturaMúsica para todas as idades no Museu do Oriente | Concertos gratuitos da Metropolitana

Música para todas as idades no Museu do Oriente | Concertos gratuitos da Metropolitana

Concertos gratuitos da Metropolitana

 

Música para todas as idades no Museu do Oriente

 

Os jovens músicos que integram a Piccola Orquestra Metropolitana, os Pequenos Solistas e os Solistas da Metropolitana apresentam-se no palco do Museu do Oriente para dois concertos dirigidos a públicos de todas as idades, nos dias 9 e 15 de Fevereiro. A entrada é livre.

 

Num espectáculo intitulado “Primeiros Passos”, no dia 9, às 17.00, os alunos do Conservatório de Música da Metropolitana, que integra crianças dos 5 aos 12 anos, apresentam um programa diversificado que pretende mostrar os benefícios do ensino da música desde tenra idade.

 

Para além das vantagens sobre a coordenação motora, melhoria na qualidade da concentração, no desempenho cognitivo, na harmonia dos afetos e das emoções, ou ainda nas competências comunicativas e na interação com o outro, proporciona-se o convívio informal com músicos de todas as faixas etárias, a oportunidade de tocar ao vivo em salas de concerto de grande prestígio e, acima de tudo, a prática da Música de Conjunto. A Piccola Orquestra Metropolitana, por exemplo, é das raras orquestras formadas por crianças que espelha a configuração global de uma orquestra clássica, com todos os seus timbres e valências técnicas.

 

Já os Solistas da Metropolitana optaram por trazer os “Ares de Espanha” ao Museu do Oriente, no dia 15 de Fevereiro, sexta-feira, às 18.00, combinando a voz de soprano e um piano ao carisma da música espanhola, deixando antecipar ritmos enérgicos e melodias resolutas.

 

Isolada da tradição musical cigana e dos vilancicos renascentistas, de onde provém, tal sonoridade serviu desde o século XIX propósitos nacionalistas, ora de pendor épico ora nostálgico, mas também alimentou um gosto pelo exotismo que durante largas décadas fascinou a Europa, em particular França e Rússia.

 

O programa percorre peças vocais emblemáticas dos catálogos de Enrique Granados e de Manuel de Falla, para lá das sonoridades reminiscentes de uma música antiga idealizada, em quatro canções de amor de Joaquín Rodrigo, e de um primoroso exercício vocal do francês Maurice Ravel. Ao piano, a solo, apresenta-se o célebre Tango composto em 1890 por Isaac Albéniz, em diálogo com uma homenagem que foi dirigida a este compositor pelo russo Rodion Shchedrin, em 1961. Pelo meio, e em jeito de entreatos, surpreende o timbre inconfundível da trompete, com duas obras de Eugène Bozza, referência incontornável do repertório para instrumentos de sopro no século passado.

 

Concerto Primeiros Passos

Conservatório de Música da Metropolitana – Pequenos Solistas e Piccola Orquestra

9 de Fevereiro

17.00

Gratuito, mediante levantamento de bilhete no próprio dia do espectáculo (máximo de 2 bilhetes por pessoa)

“Ares de Espanha”

Solistas da Metropolitana

15 de Fevereiro

18.00

M/6 anos

Gratuito, mediante levantamento de bilhete no próprio dia

PROGRAMA

M. Ravel | Vocalise-étude en forme de Habanera
J. Rodrigo | Cuatro Madrigales Amatorios
E. Bozza | Capricho N.º 1, Op. 47
J. Rodrigo | 2 dos 3 Villancicos
E. Bozza | Rustiques
E. Granados | 3 das 12 Tonadillas en estilo antiguo
R. Shchedrin | A la Albéniz
I. Albéniz Tango, N.º  2 de España / Seis hojas de álbum, Op. 165
M. de Falla | Sete Canções Populares Espanholas

 
Ana Paula Russo [soprano], Sérgio Charrinho [trompete], Savka Konjikusic [piano]