HomeActualidadeEmpresaA importância da mobilidade interna no dna das empresas

A importância da mobilidade interna no dna das empresas

Uma estratégia de mobilidade bem-sucedida identifica, desenvolve e aproveita as capacidades dos funcionários – capacitando-os a assumir novas funções e responsabilidades para suportar as necessidades de mudança da empresa.

Lisboa, 26 de fevereiro de 2019 – A mobilidade da força de trabalho é uma ferramenta essencial na capacidade de uma organização adaptar-se rápida e efetivamente às necessidades de negócios em constante mudança.
 
De acordo com a Adecco é possivel impulsionar a estratégia de mobilidade da força de trabalho, através de quatro pontos-chave:
 
1. Delegar um colaborador com a função de facilitador da mobilidade
A mobilidade de talentos é uma parte tão importante quanto a capacidade de uma organização adaptar-se às condições de mercado, ​​que por si é uma prioridade máxima nas empresas. Para maximizar a eficácia da sua estratégia de mobilidade de talentos, é indicado nomear um colega cuja principal responsabilidade seja facilitar a mobilidade de talentos. Isso aumentará a visibilidade e a responsabilidade da estratégia em toda a organização.
 
2. Melhorar as habilidades de gestão de talentos
Para maximizar o potencial de mobilidade dos elementos de uma empresa, é essencial refletir sobre as estratégias de gestão de talentos da mesma, e, se necessário, fazer alterações. Assegure-se de que a direção da sua empresa tem oportunidade de praticar coaching e ajude a empresa a criar as oportunidades de formação necessárias. Incentive a formação individual e capacite os colaboradores a alcançarem as suas metas pessoais e profissionais, ao mesmo tempo que promove a capacidade da organização de atender às exigências dos negócios, em constante mudança.
 
3. Maximizar as avaliações de desempenho
As avaliações de desempenho são a oportunidade ideal para os empregadores e os funcionários promoverem estratégias de mobilidade interna. A direção da empresa deve sempre refletir sobre o desempenho do empregado ao longo do último ano, comparando as habilidades inerentes ao mesmo, com as oportunidades de crescimento e desenvolvimento de carreira. Isso não promove apenas uma melhor análise das capacidades dos colaboradores para ajudar na mobilidade interna, mas também para motivar o desenvolvimento profissional dos mesmos.
 
4. Capacitar os colaboradores
Incentive os colaboradores a serem proativos e a assumir o controlo do desenvolvimento da sua carreira. Isto significa oferecer orientação sobre desenvolvimento profissional e fornecer recursos para os colegas entenderem melhor as responsabilidades de várias posições abertas. Ao capacitar os seus colaboradores, reafirma o seu valor para a sua empresa e incentiva a maior dedicação da sua força de trabalho Quando alcança uma força de trabalho mobilizada, os benefícios são infinitos. Não apenas forneceu à sua equipa as ferramentas necessárias para atender às suas aspirações de carreira, como também aprimorou o seu grupo de recrutamento interno. Ao mobilizar efetivamente a sua força de trabalho, também obtém a capacidade de implantar talentos com base nas necessidades de negócios, sem a restrição de sua concessão de talentos.

Tags