HomeActualidade“Bolsas de Cidadania Roche” apoiam melhores projetos para doentes

“Bolsas de Cidadania Roche” apoiam melhores projetos para doentes

Comunicado de Imprensa
“Bolsas de Cidadania Roche” apoiam melhores projetos para doentes

 

       Candidaturas abertas até dia 12 de abril

       Roche vai atribuir, pela quinta vez consecutiva, bolsas de apoio no valor total de 60 mil euros

Lisboa, 28 de fevereiro de 2019 – Estão abertas as candidaturas para a quinta edição das Bolsas de Cidadania Roche, uma iniciativa que reconhece projetos e ideias de associações de doentes e outras Organizações Não Governamentais (ONG) que promovam a saúde e informação dos doentes. A companhia irá oferecer seis bolsas de apoio, com financiamento total de 60 mil euros.

As seis bolsas destinam-se a financiar projetos e ideias capazes de fomentar a participação dos cidadãos e dos doentes nos processos de decisão em saúde, de informar os doentes dos seus direitos de acesso à informação e ao envolvimento nas decisões individuais de tratamento.

Abertas até dia 12 de abril, as candidaturas deverão preencher os requisitos identificados no regulamento da iniciativa, disponível em https://bit.ly/2GRhah3.

A análise das candidaturas e a decisão sobre os vencedores das bolsas será feita por um júri independente e, no mínimo composto por cinco elementos.

Esta ação enquadra-se na Política de Responsabilidade Social da empresa e resulta do seu compromisso em assumir um papel ativo na sociedade apoiando, de forma transparente, iniciativas inovadoras e orientadas para a missão de suporte ao doente.

Na edição de 2018, a Roche atribui também seis bolsas no valor total de 60 mil euros às seguintes entidades e projetos: Associação Portuguesa de Hemofilia e de outras Coagulopatias Congénitas (Projeto “Ver o futuro”); Alzheimer Portugal (Campanha para uma mudança social – “Amigos na Demência”); Associação Desportiva Padel Sem Barreiras (“Padel Adaptado – Prática Desportiva para TODOS e sem barreiras”); Associação Portuguesa de doentes de Parkinson (“PROGRAMA COGWEB MOVE IT”); Fundação Rui Osório de Castro (“Renovação PIPOP – Portal de Informação Português de Oncologia Pediátrica”); e Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras (“Corpo e Mente em Movimento”).