HomeActualidadeMetro de Lisboa celebra Dia do Autor Português com o Clube Metrox e o Clube de Leitura

Metro de Lisboa celebra Dia do Autor Português com o Clube Metrox e o Clube de Leitura

 

22 de maio |11h00 – 12h00| Estação Marquês de Pombal (átrio linha Amarela)

 

O Metropolitano de Lisboa associa-se ao Dia do Autor Português, que se celebra amanhã, dia 22 de maio, através de uma ação do Clube Metrox que irá dinamizar um clube de leitura com o escritor Miguel Meira, co-autor do livro infantil “O relógio avariado”, que será apresentado pelo autor aos clientes e público mais jovens.

 

Mais do que uma história, livro “O relógio avariado” constitui um texto pedagógico quer para as crianças, quer para os seus cuidadores e educadores.

 

O Metropolitano de Lisboa convidou dois grupos de crianças para participar no Clube de Leitura, oriundas de IPSS – Instituições Particulares de Solidariedade Social de São Sebastião e Carnide que foram indicadas pela Entreajuda, instituição que conta como missão o fortalecimento das instituições de solidariedade social, possibilitando o acesso aos meios e recursos necessários que lhes permita exercer uma ação determinante na inclusão social e no combate à pobreza.

 

As já conhecidas mascotes Metrox e Metrinha do Metropolitano de Lisboa estarão presentes na ação para espalhar muita animação, distribuir alguns brindes e realizar algumas atividades lúdico-recreativas com especial incidência na necessária difusão de cultura e não descurando os ensinamentos sobre a importância do meio de transporte que é o Metropolitano de Lisboa e o incentivo à adoção de comportamentos e práticas social e ambientalmente responsáveis.

 

O Metropolitano de Lisboa prossegue, assim, com a sua política de responsabilidade social promovendo a leitura dos mais jovens e reafirma o seu esforço no sentido de continuar a promover a mobilidade sustentável através da aposta em novas formas de fidelização e de captação de novos clientes.

 

Esta ação insere-se no projeto “Dinamização das estações”, através do qual o Metropolitano de Lisboa tem vindo a desenvolver ações de cariz cultural, nas mais diversas áreas, com a preocupação de estabelecer uma maior proximidade com os seus clientes.

 

________

Sobre o livro:

Autores: Miguel Meira e Cruz e Henrique Santos, ilustrações de Carlos Zíngaro.

Sinopse: O relógio avariado é um livro sobre um relógio que avariou no corpo de um lobo.

Não é um relógio qualquer, igual aos que nos habituámos a ter no pulso, na parede, ou nos ecrãs dos telemóveis.

Este relógio é de um lobo, mas poderia ser teu, já que todos os animais, em particular, os seres humanos, têm um igual dentro de si.

Este relógio dita a que horas comemos, a que horas estamos mais despertos, a que horas pensamos e aprendemos melhor, e a que horas dormimos. Deve manter-se certo para que tudo em nós se mantenha controlado.

Quando avaria, ou se desacerta, como sucedeu com o do lobo desta história, podemos ter vários problemas, pois diversas funções que, no corpo humano dependem de horas certas, ficam desorganizadas.

Assim, é possível ficarmos com o apetite desajustado, com o sono alterado e mais cansados e sonolentos, sem conseguir estar atentos e com capacidade para aprender ou para memorizar coisas simples que são fundamentais no dia-a-dia. Com isto geram-se problemas diversos, na saúde e na vida de quem vive em sincronia connosco. Felizmente para o lobo, houve solução. Com a lição do livro, podemos evitar que nos suceda o mesmo, e aprender que o tic-tac que existe dentro de nós deverá manter-se regular, ajustado, e muito bem organizado, melhorando o sono, a saúde em geral e tornando possível a conquista da felicidade plena.