HomeActualidadeIntegração de tecnologia Check Point com a Microsoft oferece uma proteção abrangente contra fugas e perdas de informação

Integração de tecnologia Check Point com a Microsoft oferece uma proteção abrangente contra fugas e perdas de informação

 

Os dispositivos de segurança da Check Point e a SmartConsole R80 integram o ecossistema Microsoft Azure Information Protection com o objetivo de manter segura toda a informação confidencial corporativa no email, browser e serviços de partilha de ficheiros.

 

 

Lisboa, 28 de maio de 2019 – A equipa de investigação da Check Point® Software Technologies Ltd. (NASDAQ: CHKP), fornecedor global líder em soluções de cibersegurança, anuncia hoje a integração dos seus dispositivos móveis e a consola de gestão de segurança Check Point R80 com Microsoft Azure Information Protection (AIP), para prevenir perdas nocivas e fugas de informação confidencial corporativa sensível.

A integração dos recursos avançados de fiscalização de políticas da Check Point com as características de classificação e proteção dos ficheiros da Microsoft AIP, permite que as empresas mantenham os seus dados e IP seguros independentemente da forma como estes são partilhados. Esta é uma forma de prevenir que os colaboradores das organizações enviem acidentalmente informação sensível sobre o negócio para fora da rede corporativa través do Microsoft Outlook e Exchange. Esta proteção estende-se também às fugas de informação que muitas vezes acontecem em serviços bastante utilizados como Gmail, Dropbox, FTP e Box.

De acordo com o relatório 2019 Verizon Data Breach Investigations, 35% das quase 42 000 falhas de segurança analisadas são fruto de erro humano. No entanto, a integração das soluções de segurança da Check Point e da Microsoft AIP é capaz de conter este tipo de fugas de informação. Esta junção também permite que a segurança das organizações e as equipas de TI localizem e controlem a exposição de informação sensível e adotem medidas corretivas para prevenir a fuga de informação confidencial ou a sua má utilização. Isto oferece aos clientes da Check Point e da Microsoft uma verdadeira compreensão da solução Data Leak Prevention que reforça consistentemente as ações de controlo de dados relevantes, independentemente do local onde é guardada e com quem é partilhada.

“O erro do utilizador é uma das principais causas da fuga de informação, o que pode acabar por expor, penalizar e danificar a reputação das organizações pelas fugas de dados e por quebra de políticas de compliance. As empresas precisam de proteger a sua informação sensível contra as fugas que podem ocorrer acidentalmente, sem comprometer a sua produtividade individual e corporativa”, afirma Rui Duro, Sales Manager da Check Point em Portugal. “A integração da Check Point com a Microsoft AIP oferece uma proteção robusta dos dados corporativos contra as brechas de segurança que possam aparecer tanto no email, como na web e serviços FTP, ao mesmo tempo que oferece às equipas de TI e segurança as ferramentas que estas precisam para localizar a informação sensível na rede e, rapidamente, remediar os incidentes que possam ocorrer”, acrescenta Rui Duro.

Quando os utilizadores criam ou lidam com ficheiros que contêm informação sensível, o Microsoft AIP reconhece a natureza confidencial do ficheiro e solicita que o utilizador identifique o documento como “Dados Financeiros Confidenciais”. Com esta identificação, nenhum colaborador da instituição pode acidentalmente enviar este tipo de ficheiros para um remetente externo ou localização fora da rede corporativa, uma vez que qualquer distribuição imprópria será bloqueada, bem como o seu utilizador – isto acontece, fruto da integração com a Check Point. Esta é uma prática que ensina os utilizadores a lidar com informação confidencial, ao mesmo tempo que os ajuda a prevenir incidentes futuros. As etiquetas de confidencialidade do Microsoft AIP também podem ser automaticamente aplicadas aos documentos e ficheiros baseados nas regras e condições definidas pelo administrador de TI, permitindo a deteção baseada em políticas e a proteção de dados sensíveis através das entradas da Check Point e das consolas de gestão R80 SmartConsole.

Uma vez que a integração entre o Microsoft AIP e a Check Point permite a implementação de uma política de controlo de tráfego de dados na rede as equipas de segurança e TI conseguem localizar e controlar a forma como os documentos estão a ser partilhados e tomar medidas de corretivas para prevenir fugas de informação sempre que necessário.

 

 

 

Materiais para download

Comunicado de Imprensa em formato Word

 

 

Sobre a Check Point Software Technologies Ltd.

A Check Point Software Technologies Ltd. (www.checkpoint.com) é um fornecedor líder em soluções de ciberseguraça para governos e empresas a nível mundial. As suas soluções protegem os seus clientes dos ciberataques de 5ª geração com um índice de captura de malware, ransomware e outros tipos de ataques líder no mercado. A Check Point oferece uma arquitetura de segurança multinível com a nossa nova proteção contra ameaças Gen V que protege todas as operações das empresas em cloud, redes, e mobile contra todos os ataques conhecidos combinando com o sistema de gestão de segurança mais completo e intuitivo. A Check Point Software protege mais de 100,000 empresas de todos os tamanhos.

©2018 Check Point Software Technologies Ltd. Todos os direitos reservados.

 

 

 

 

 

 

Ver a mensagem no seu browser

 

 

 

 

Integração de tecnologia Check Point com a Microsoft oferece uma proteção abrangente contra fugas e perdas de informação

 

 

 

 

Lisboa, 28 de maio de 2019 – A equipa de investigação da Check Point® Software Technologies Ltd. (NASDAQ: CHKP), fornecedor global líder em soluções de cibersegurança, anuncia hoje a integração dos seus dispositivos móveis e a consola de gestão de segurança Check Point R80 com Microsoft Azure Information Protection (AIP), para prevenir perdas nocivas e fugas de informação confidencial corporativa sensível.

A integração dos recursos avançados de fiscalização de políticas da Check Point com as características de classificação e proteção dos ficheiros da Microsoft AIP, permite que as empresas mantenham os seus dados e IP seguros independentemente da forma como estes são partilhados. Esta é uma forma de prevenir que os colaboradores das organizações enviem acidentalmente informação sensível sobre o negócio para fora da rede corporativa través do Microsoft Outlook e Exchange. Esta proteção estende-se também às fugas de informação que muitas vezes acontecem em serviços bastante utilizados como Gmail, Dropbox, FTP e Box.

De acordo com o relatório 2019 Verizon Data Breach Investigations, 35% das quase 42 000 falhas de segurança analisadas são fruto de erro humano. No entanto, a integração das soluções de segurança da Check Point e da Microsoft AIP é capaz de conter este tipo de fugas de informação. Esta junção também permite que a segurança das organizações e as equipas de TI localizem e controlem a exposição de informação sensível e adotem medidas corretivas para prevenir a fuga de informação confidencial ou a sua má utilização. Isto oferece aos clientes da Check Point e da Microsoft uma verdadeira compreensão da solução Data Leak Prevention que reforça consistentemente as ações de controlo de dados relevantes, independentemente do local onde é guardada e com quem é partilhada.

“O erro do utilizador é uma das principais causas da fuga de informação, o que pode acabar por expor, penalizar e danificar a reputação das organizações pelas fugas de dados e por quebra de políticas de compliance. As empresas precisam de proteger a sua informação sensível contra as fugas que podem ocorrer acidentalmente, sem comprometer a sua produtividade individual e corporativa”, afirma Rui Duro, Sales Manager da Check Point em Portugal. “A integração da Check Point com a Microsoft AIP oferece uma proteção robusta dos dados corporativos contra as brechas de segurança que possam aparecer tanto no email, como na web e serviços FTP, ao mesmo tempo que oferece às equipas de TI e segurança as ferramentas que estas precisam para localizar a informação sensível na rede e, rapidamente, remediar os incidentes que possam ocorrer”, acrescenta Rui Duro.

Quando os utilizadores criam ou lidam com ficheiros que contêm informação sensível, o Microsoft AIP reconhece a natureza confidencial do ficheiro e solicita que o utilizador identifique o documento como “Dados Financeiros Confidenciais”. Com esta identificação, nenhum colaborador da instituição pode acidentalmente enviar este tipo de ficheiros para um remetente externo ou localização fora da rede corporativa, uma vez que qualquer distribuição imprópria será bloqueada, bem como o seu utilizador – isto acontece, fruto da integração com a Check Point. Esta é uma prática que ensina os utilizadores a lidar com informação confidencial, ao mesmo tempo que os ajuda a prevenir incidentes futuros. As etiquetas de confidencialidade do Microsoft AIP também podem ser automaticamente aplicadas aos documentos e ficheiros baseados nas regras e condições definidas pelo administrador de TI, permitindo a deteção baseada em políticas e a proteção de dados sensíveis através das entradas da Check Point e das consolas de gestão R80 SmartConsole.

Uma vez que a integração entre o Microsoft AIP e a Check Point permite a implementação de uma política de controlo de tráfego de dados na rede as equipas de segurança e TI conseguem localizar e controlar a forma como os documentos estão a ser partilhados e tomar medidas de corretivas para prevenir fugas de informação sempre que necessário.

 

 

 

 

 

 

 

Siga a Check Point Security através de:

LinkedIn: https://www.linkedin.com/showcase/check-point-software-portugal/
Twitter: http://www.twitter.com/checkpointsw
Facebook: https://www.facebook.com/checkpointportugal/
Blog: http://blog.checkpoint.com
YouTube: http://www.youtube.com/user/CPGlobal

 

 

 

 

Tábua Digital
Fernando Batista
Móvel: +351 913 874 133
Email: fernando.batista@tabuadigital.com

Renata Branquinho
Tel: +351 211 929 739
Email: renata.branquinho@tabuadigital.com

 

Check Point
Belén Brito Falconi
Marketing Manager Spain & Portugal
Tel. +34 91 799 27 14
Email: bfalconi@checkpoint.com

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2019 Tabua Digital, All rights reserved.
Está inscrito nesta lista para poder receber informação sobre a Check Point Security.

Our mailing address is:

Tabua Digital

Rua Comandante Sacadura Cabral
lote 31 e 32, Sub/Cave, letra E/B, Ramada

Odivelas 2620-345

Portugal

Add us to your address book

Want to change how you receive these emails?
You can update your preferences or unsubscribe from this list.

Email Marketing Powered by Mailchimp