HomeActualidadeAs 20 perguntas que deve fazer antes de procurar trabalho

As 20 perguntas que deve fazer antes de procurar trabalho

 

 

 

 

 

Lisboa, 30 de maio de 2019 – Qualquer pessoa que esteja à procura de emprego tenta obter todas as informações necessárias para passar da fase de seleção para a contratação. No entanto, raramente pensamos no que nos deveríamos perguntar antes de iniciar a procura ativa de um emprego. Termos perfeita noção do que queremos, do que temos para oferecer e do que esperamos, é a base para permitir não só a seleção de um trabalho que se adequa ao perfil mas também que expectativas de ambas partes não são defraudadas.

O tema tem a sua importância e, na verdade, ajudará a esclarecer muitas questões que poderá colocar e que, com uma resposta adequada, permitirá focar-se melhor na sua pesquisa e conseguir o emprego que realmente deseja, sem perder tempo com opções que não se encaixam no seu perfil. A Adecco divulga as 20 perguntas que deve responder antes de iniciar a sua procura de trabalho.

  1. Que requisitos não são negociáveis para mim?

Vamos começar precisamente aqui. Pense no assunto e anote as coisas que são muito importantes para si. Trata-se de elucidar quais são os pontos que não deseja negociar. Talvez seja a flexibilidade de tempo, as práticas morais da empresa, o ambiente de trabalho … Anote o que é realmente essencial e não tenha medo de dizer não a uma posição que não cumpra a lista com as questões que considera mais importantes.

 

  1. Quais são as minhas habilidades?

O que é realmente importante neste caso é que visualize exemplos específicos da sua carreira. Aqueles em que demonstrou as suas habilidades. Concentre-se em alguma ação que ofereceu valor acrescentado à empresa, que melhore as soluções de algum cliente, que marcou a sua diferença com o resto dos candidatos a um emprego …

  1. Como quero que seja o meu futuro?

Antes de procurar um emprego, é vital que você saiba claramente como deseja que o seu trabalho futuro seja. Está à procura de uma oportunidade para uma carreira profissional? Quer ter oportunidade de uma educação continuada? Ter respostas claras para essas perguntas ajudará a escolher melhor o tipo de trabalho de que precisa.

  1. Que habilidades e experiência desejo adquirir?

Concentre-se nas habilidades que deseja adquirir ou melhorar. Pense em que tipo de experiências espera poder viver no futuro. Um exemplo que serve para ilustrar esse ponto da lista pode ser a questão da mobilidade geográfica. Digamos, por exemplo, que é uma pessoa inquieta que adora viajar e conhecer o mundo. Seria algo a considerar antes de procurar trabalho. A melhor coisa, seria por isso uma posição que o obrigasse a viagens frequentes.

  1. Quero ter oportunidades de promoção?

Para muitas pessoas, é essencial que a empresa em que trabalham facilite a sua promoção interna. Escalar posições e ter a possibilidade de ascender gradualmente é o mais atraente para algumas pessoas. Pense se isso é importante e, se sim, aja em consonância.

  1. Até onde posso ser flexível?

Seja claro sobre o que pode desistir, ou executar, para conseguir um bom emprego. Mesmo quando não abarca as suas competências, poderá existir uma atividade dentro das suas skills em que talvez o beneficiem no momento da manutenção de um contrato.

  1. Qual o meu nível de autonomia?

È um profissional que não se importa de se sentir supervisionado pelo seu chefe? Gosta de trabalhar em equipa? Pelo contrário, prefere ir sozinho e desfrutar de uma maior autonomia quando se trata de realizar as suas tarefas? Pense bem antes de procurar trabalho e concentre-se em empresas cujas práticas correspondam à sua atitude.

  1. Qual o meu nível de compromisso?

Questões como a reconciliação entre o trabalho e a vida pessoal, os longos trajectos de ida e volta para o trabalho ou horários muito apertados podem ser frustrantes. Atreva-se a analisar o seu nível de compromisso e, se a sua qualidade de vida predominar, procure um emprego que responda às suas expectativas.

  1. Que benefícios são mais importantes?

Se o salário não é tudo, pode ter considerado outro tipo de compensação. Hoje em dia, é comum as empresas oferecerem serviços e benefícios altamente motivadores, para garantirem a retenção dos seus colaboradores. Algumas iniciativas de negócios podem ser muito interessantes, desde o uso do carro da empresa, até pacotes que incluem ginásios, cartões refeições, fornecimento de dispositivos móveis e cuidados com eles e do seu faturamento mensal, seguro médico privado, creche e, em alguns casos, até mesmo poder ir trabalhar com o seu cão.

  1. Sei quanto quero ganhar?

Primeiro de tudo, não perca a noção de realidade em termos da perspectiva salarial. Esta é uma das questões essenciais que deve considerar muito antes de procurar um emprego.

Faça cálculos sobre quanto gasta mensalmente e quanto precisa para viver desafogado. Em qualquer caso, avalie suas qualidades como profissional e descubra a sua avaliação no mercado de trabalho.

  1. Como é que um novo trabalho afetará a minha família?

Tem pessoas sob os seus cuidados? Tem um parceiro? Tem filhos? Há três questões que deve considerar antes de procurar um emprego. A sua vida e a deles será sempre afetada, seja por novos ritmos, novos horários, compromissos decorrentes, viagens …

  1. Que modelo de empresa mais me atrai?

Visualize como se sente mais confortável, a trabalhar para uma PME ou uma multinacional? Deve pensar se procura um lugar dinâmico ou se o trabalho sob pressão não é o que procura.

  1. Qual o ambiente de trabalho ideal para mim?

Esta questão antes de procurar um emprego é focada diretamente no nível de sociabilidade. Gosta de trabalhar em equipa ou com várias equipas multidisciplinares ou prefere trabalhar de forma mais isolada e autónoma? Esta resposta dar-lhe-á o perfil e empresa que deverá procurar.

  1. Que trabalho corresponde ao meu plano de carreira?

Deverá pensar um pouco no tipo de carreira que gostaria de fazer e verificar que tipo de empresa poderá ajudá-lo a alcançar melhor esse fim.

  1. Como vai a empresa avaliar o meu desempenho?

Perguntar diretamente é a forma ideal e mais fiável sobre o que esperam de si. Não tenha vergonha de fazer algumas perguntas durante uma entrevista de emprego. Certifique-se de esclarecer como vão medir o seu sucesso, quais são os objetivos que deverá alcançar.

  1. Onde gostaria de estar a médio e longo prazo?

Esta abordagem é essencial para direcionar a sua carreira profissional ao longo das linhas certas. Deve traçar uma estratégia profissional para que os seus passos o levem aos objetivos que definiu a médio e longo prazo. Se o tiver muito claro, saberá se um emprego ou uma determinada empresa interessa ou se deve continuar a procurar.

  1. Estou alinhado com a cultura da empresa?

Se for por exemplo uma pessoa com um perfil ético marcado, pode estar à procura de uma empresa com certo tipo de cultura corporativa. Poderia buscar apoio para certas causas: meio ambiente, direitos sociais …Pergunte e pesquise no website da empresa.

  1. Que tática devo usar durante o processo de procura ativa?

Os métodos tradicionais continuam a ser eficazes, como anúncios verbais ou de imprensa. Mas, hoje não pode esquecer que vive na era digital. Use a internet e tudo o que lhe oferece: plataformas de trabalho, portais de emprego, redes sociais, websites de empresas de recursos humanos e recrutamento… Essas opções podem orientá-lo sobre os perfis que as empresas estão à procura.

  1. Atualizei o meu currículo e os meus perfis em redes sociais?

É essencial que desenhe uma rotina para manter o seu currículo atual. Adicione cada nova experiência profissional e, também, todas as formações e softskills adquiridas. Da mesma forma, deve fazê-lo nas redes sociais.

  1. Quem me pode ajudar encontrar um emprego?

Não se esqueça que, além dos seus amigos, familia e recomendações que daí advém, as agencias de recrutamento são bons canais para encontrar a posição que melhor se adequa aos seus desejos e às suas skills, usando da experiência das mesmas e dos seus recrutadores. Contacte e marque reuniões para dar-se a conhecer. Procure conselhos e recomendações. Confie nos profissionais.