HomeActualidadeCuidar: uma revista de apoio aos doentes oncológicos

Cuidar: uma revista de apoio aos doentes oncológicos

image.png

Cuidar: uma revista de apoio aos 

doentes oncológicos

Lisboa, 12 de outubro de 2020 – Criar conteúdos ricos em informação clara e fidedigna para o doente oncológico e para quem o acompanha, é o objetivo da ‘Cuidar’, uma nova revista trimestral totalmente dirigida a este público e que conta com uma componente solidária, já que uma parte do valor da vendas reverte para o Centro de Apoio ao Doente Oncológico, da Associação Heróis e Espadachins. Para Catarina Malheiro, diretora e editora da Revista, “o maior propósito deste projeto é apoiar e ‘aliviar’, na medida do possível, a dor e a angústia dos doentes oncológicos, esclarecendo-os e aumentando a seu conhecimento, numa área onde a informação tem de ser rigorosa e positiva, mas sem esquecer os momentos de tristeza”. 

A revista será lançada oficialmente no dia 16 de outubro, pelas 18h, no novo espaço da Cláudia Piloto, na Avenida Marquês de Tomar, 33, 5º direito. A presença no evento está sujeita a confirmação prévia para catarinamalheiro@revistacuidar.pt.

A revista, cuja segunda edição foi publicada no passado mês de setembro, estará em todas as salas de espera dos Hospitais Portugueses e nas bancas nacionais. Nas suas páginas os leitores encontrarão não só artigos sobre os diversos tipos de doença oncológica, escritos numa linguagem simples, mas também artigos sobre outros temas relacionados. “A revista conta com a colaboração de vários especialistas, entre oncologistas, psicólogos, enfermeiros oncológicos e assistentes sociais. Além disso, e porque é importante que se perceba que existe uma vida para além da doença, temos também seções dedicadas a artigos sobre bem-estar e hábitos de vida saudável”. Assim, os leitores podem contar com sugestões de receitas elaboradas por nutricionistas, bem como sugestões de escapadinhas/retiros. 

“O cancro é muito mais do que uma palavra, como também é muito mais do que uma doença. Centenas de palavras o definem, da mesma forma que muitas são as tipologias que o caracterizam, mas a nossa ambição com este projeto é transmitir informação rigorosa e positivismo porque acreditamos que o afeto é a base de tudo”, afirma Catarina Malheiro.